Para empresas que trabalham com aplicações, problemas no ambiente são recorrentes. Sejam gargalos, falhas, quedas no sistema ou ocorrências isoladas, a melhor forma de corrigir essas adversidades é encontrando a causa raiz do problema. Contudo, este processo pode ser complicado, principalmente para a área de TI.

Quando empresas são afetadas por erros como esses, geralmente, a solução é reunir todos em uma sala e correr contra o tempo para reparar o sistema. Nos modelos mais tradicionais de TI, ao menos, é assim que acontece: cada time, individualmente, fica responsável pela análise dos silos da sua área, realizando o processo em todos os cantos da rede até identificar qual foi a causa raiz da adversidade.

O processo foca em analisar a integridade da infraestrutura que sustenta as aplicações. No entanto, enquanto essa abordagem pode ser eficaz para redes mais simples, com menos componentes e um único servidor, para organizações que possuem redes mais amplas o método pode ser falho – e muito mais demorado.

Além disso, dentro dessa metodologia de soluções, o processo é feito sem que haja um contexto maior acerca do que é relevante para os clientes.

Logo, como consequência disso, os problemas podem demorar dias para serem resolvidos e, em alguns casos, até meses.

Para as operações, essa perspectiva não é nada positiva. Mas, então, o que fazer?

Há como tornar a identificação de causa raiz mais rápida, otimizando o processo de troubleshooting e trazendo mais fluidez para as operações de uma empresa.

Apesar de parecer uma questão complexa, hoje em dia, existem ferramentas com soluções de APM que promovem total praticidade no reconhecimento de causa raiz e ainda proporcionam, além do monitoramento, a análise do quadro geral da empresa, associando a área de TI a outros setores, como é o caso do AppDynamics.

Descubra mais sobre esta plataforma e aprenda a agilizar o processo de identificação da causa raiz de problemas a seguir, neste artigo que preparamos para você!

Qual o custo para identificar um problema

Os métodos mais tradicionais de troubleshooting exigem uma alta demanda de recursos e ferramentas para a identificação de problemas e de suas respectivas causas. Uma vez que não há a integração do ambiente, a comunicação entre o sistema não ocorre de forma automatizada, cabendo então aos especialistas de TI irem atrás das ocorrências e analisarem, silo por silo, até chegar a origem do erro.

Isso, por sua vez, pode resultar em um processo complexo e, às vezes, demorado.

Imagine, se o processo de solução de adversidades pelo ambiente de TI requer a paralisação das atividades, a fim de encontrar a causa raiz da falha, sempre que um problema afetar o ambiente, a cada erro singular será necessário parar as atividades e iniciar uma "sala de guerra", com o objetivo de encontra a solução para o incidente.

O problema, então, está na interrupção de atividades e no foco, exclusivo, à solução de um único problema, atrasando as demais necessidades da empresa.

No entanto, há também a questão da segmentação de ações e de ferramentas: cada programa é responsável por um processo, o que causa uma ruptura na comunicação do ambiente e impede, por exemplo, a correlação de problemas e ocorrências, afetando a identificação da causa raiz. Assim, o processo passa a ser muito mais cansativo e de pouca eficácia.

Deste modo, o uso dos métodos tradicionais da TI e o déficit de ferramentas e recursos que reúnam em um único lugar todas as informações necessárias, pode acarretar gastos muito maiores para as organizações.

Logo, para evitar problemas com troubleshooting e custos com diversas ferramentas diferentes, é recomendável utilizar uma solução “tudo em um” como o AppDynamics.

Porque utilizar uma ferramenta de APM para auxiliar o troubleshooting

As soluções APM são conhecidas por oferecem opções de monitoramento para aplicações, sejam elas sites, aplicativos ou softwares. Sua ação consiste na análise constante das plataformas, de modo a antecipar falhas no sistema, promovendo um diagnóstico rápido e pontual acerca da ocorrência, antes de afetar o usuário final.

Sendo assim, tendo em vista que o troubleshooting pode ser interpretado como um método de identificação, diagnóstico e reparação de erros, nada melhor que utilizar ferramentas de monitoramento para otimizá-lo.

As soluções APM usadas pelo AppDynamics, por exemplo, funcionam de forma incessante, sem interrupções e auxiliam na descoberta de potenciais falhas, sinalizando ao ambiente de TI rapidamente cada instabilidade que acomete a rede. Com isso, o suporte é garantido às aplicações e equipe de TI.

Esse tipo de ferramenta é capaz de mostrar, de maneira instantânea, a execução completa do código fonte e o tempo que levam as solicitações dos usuários e transações de negócios, em qualquer aplicativo Java, PHP, Python, NodeJs ou .NET.

Dessa forma, é possível registrar falhas em produção e sobrecargas, mesmo que pequenas.

Para entender como essas soluções contribuem para o troubleshooting, pense que o AppDynamics atua como um detector de metais ou, então, como uma visão de raio-x, por exemplo. A ação é minuciosa e auxilia a encontrar falhas em toda a rede envolvendo a aplicação, tornando o processo mais ágil e fluido, sem prejudicar as operações da empresa.

As soluções APM ajudam a encontrar “agulhas no palheiro” do sistema, identificando, isolando e diagnosticando adversidades, a fim de encontrar a causa raiz dos problemas e ainda reformular o troubleshooting, correlacionando todas as métricas dos componentes de uma aplicação.

Tenha visibilidade fim-a-fim da aplicação

Com os modelos mais tradicionais de troubleshooting, a análise do sistema é feita de forma segmentada, ou seja, cada setor da rede é verificado individualmente, sem que haja a integração do sistema.

No entanto, como mostrado acima, este modelo pode ser um pouco cansativo para o ambiente de TI e também resultar em gastos maiores para as empresas.

Deste modo, para otimizar o processo de identificação de causa raiz e, consequentemente, agilizar os reparos na rede, evitando as chamadas “salas de guerras” e a paralisação de certas atividades, as ferramentas de solução APM oferecem um recurso de extrema importância para as operações: a visibilidade fim-a-fim na aplicação.

No troubleshooting, a visibilidade fim-a-fim (ou seja, monitora mente de ponta-a-ponta) pode ser um fator crucial, por isso, a implementação de ferramentas capazes de fornecer plataformas sempre ativas e completas, no que diz respeito a observação integral do ambiente, podem ser de grande ajuda na hora de encontrar a causa raiz dos problemas.

A visibilidade deve ser entendida como a capacidade de ver a rede como um todo, de modo a enxergar tanto a plataforma de maneira ampla quanto profundamente, desde as linhas de código até a jornada do usuário. Assim, a análise pode ser feita de ponta-a-ponta, de início ao fim das operações.

Identifique a causa raiz de um problema com poucos cliques

Uma das grandes vantagens do AppDynamis é a identificação de problemas com poucos cliques. Para identificar a causa raiz de um problema de maneira rápida e assertiva na ferramenta, a nível de código, o ambiente de TI pode contar com algumas funções, que incluem a identificação da classe do problema e a busca detalhada no sistema.

Uma vez que o problema é reconhecido, a primeira ação a ser realizada deve ser a busca por detalhes do erro dentro do AppDynamics. Assim, ao acionar o mecanismo de identificação, a plataforma destaca todas as transações e processos afetados, trazendo detalhes acerca do erro. Agora, imagine que a falha em questão diz respeito a integridade do sistema, o aumento do tempo de resposta e a uma queda na taxa de transferência, tudo de uma só vez. Ao processar todas essas informações, o sistema da AppDynamics poderá denunciar, por exemplo, que o problema ocorre devido ao tempo limite de conexão com o banco de dados.

Logo, uma vez que identificados o método e a classe da falha que afeta a aplicação, através do monitoramento automático, é possível correlacionar, diretamente, as adversidades à problemas de infraestrutura ou alguma função executada no banco de dados, explicando a ocorrência.

Tendo isso em vista, através das soluções de APM é possível analisar quais processos estão contribuindo para os problemas e verificar, de maneira automatizada e instantânea, cada nó da rede.

Com o AppDynamics, a busca da causa raiz, então, é feita detalhadamente, a nível de código, reunindo questões isoladas e correlacionando-as, de modo a chegar a origem da falha.

Isso, por sua vez, acontece com rapidez e agilidade dentro da ferramenta, poupando esforços do time de TI que, após a identificação da causa raiz, poderá destinar esforços à correção do sistema, com mais poder de ação e em tempo hábil, evitando impactos a navegação do usuário final.

Com mais eficiência no reconhecimento de bugs e na busca da causa raiz, as soluções de APM oferecidas pela AppDynamics contribuem com múltiplas funcionalidades importantes para a redução de custos e aumento de eficiência.