O instituto Gartner de pesquisa e consultoria, apoia os gestores e suas equipes a definirem as soluções líderes de mercado em seus segmentos.

Atualmente a solução Cisco / AppDynamics é a LÍDER do quadrante mágico do Gartner.

Seguindo estudo feito pelo Gartner e um planejamento estratégico até 2021, a necessidade de gerenciar processos de negócios cada vez mais digitalizados levará as empresas a monitorarem 20% de todas as aplicações de negócios com soluções de APM, acima dos 5% que era esperado em 2017.

Com uma mudança de nomenclatura, o Gartner manteve sua definição de packages de monitoramento de desempenho de aplicações (APM) que foi usada no Quadrante Mágico de 2016.

O Gartner define soluções de APM como componentes de software e / ou hardware que facilitam o monitoramento para atender as três dimensões funcionais principais, definidas em 2018.

  1. Monitoramento de experiência digital (DEM – Digital Experience Monitoring)

O monitoramento da experiência digital é uma disciplina de monitoramento de disponibilidade e desempenho que suporta a otimização da experiência operacional e do comportamento de um agente digital, humano ou máquina, interagindo com aplicativos e serviços corporativos.

Para fins desta avaliação, inclui o monitoramento de usuário real (RUM) e o monitoramento de transações sintéticas (STM) para usuários finais baseados na Web e em dispositivos móveis.

  1. Descoberta, rastreamento e diagnóstico de aplicativos (ADTD -Application discovery, tracing and diagnostics )

Descoberta, rastreamento e diagnóstico de aplicações é um conjunto de processos desenvolvidos para entender os relacionamentos entre servidores das aplicações, mapear transações de negócios, nesses noss e permitido a inspeção profunda de métodos e outros recursos destes hosts.

Ele combina as três dimensões anteriormente separadas (descoberta e visualização de topologia de aplicativo, perfil de transação definido pelo usuário e análise aprofundada de componente de aplicativo – Quadrante Mágico 2017) sob um nome comum. Todas as três dimensões são focadas principalmente na correção de problemas e estão interligadas.

  1. Inteligência artificial para operações de TI (AIOps) para aplicações

AIOps para aplicações permite a descoberta de forma automatizada de padrões de desempenho e eventos e a detecção da origem (ou causa raiz) de anomalias de desempenho para transações HTTP / S suportadas por servidores de aplicações Java e .NET.

Isso é realizado por meio de aprendizado de máquina (Machine Learning), inferência estatística e / ou outros métodos. Em 2016, o AIOps para aplicações foi chamado de "Application Analytics" e, em seguida, como " Algorithmic IT Operations", antes de ser alterado para "AIOps" em meados de 2017.

Há 5 anos* consecutivos o AppDynamics continua na liderança do quadrante mágico do Gartner, mantendo-se líder no grupo.

Neste quadrante se encaixam as soluções com maior facilidade de uso e implementação (eixo Y) e maior abordagem e visão de futuro e novas tecnologias (eixo X).


* Baseado no último relatório publicado em Março, 2018

O que representa os quadrantes do Gartner?

O que significam as dimensões:

  1. Líderes: Aqui são colocadas as empresas tecnologicamente mais avançadas. São aquelas que ditam as regras dentro do seu segmento por ter uma melhor visão de mercado e capacidade de levar adiante as suas promessas.
  2. Desafiadores: São empresas que estão logo atrás dos líderes. São companhias com capacidade de execução plena. Entretanto, apenas possuem uma parcela do mercado.
  3. Visionários: Nesse ponto temos as empresas mais fortes em pesquisa e desenvolvimento, verdadeiras visionárias. No entanto, muitas vezes não possuem a tecnologia – ou simplesmente não são capazes – para executar o que é prometido.
  4. Concorrentes de Nicho: As empresas desse quadrante são aquelas que focam em determinadas características de um mercado. Basta imaginar uma empresa automobilística focada apenas em carros 4×4 para trilheiras. Ela se diferencia de uma fabricante de carro comum.